Processo: 310

Resultado: Improcedente

Nº de Caixa: 15

Situação: Não Arquivado

Início: 01/12/1944

Fim: 19/06/1946



Descrição:

O requerente, que exercia a função de escriturário, alegou que foi dispensado com a justificativa de contenção de despesas dada pela empresa. Dessa forma, lhe foi oferecida a importância de Cr.$ 600,00 referentes ao aviso prévio. No entanto, o requerente declarou em sua inicial que não aceitou essa importância, pois não configurava a indenização que julgava ter direito. Dessa forma, Jayme Couto Berg solicitou indenização no valor total de Cr.$ 2.100,00 pelo pagamento de dois meses de salários por despedida sem justa causa, aviso prévio e quinze dias de férias. Em sua defesa, a empresa alegou que o empregado freqüentemente faltava ao serviço (anexa como prova fichas fl. 11 a 17). Em audiência realizada no ano de 1945, foi julgada improcedente a reclamatória de Jayme Berg. Conforme a sentença, a empresa provou a justa causa da demissão do empregado. Não se conformando com a sentença, Jayme Berg entrou com recurso. No ano de 1945, o antigo Conselho Regional do Trabalho da 4ª Região, retificou a sentença proferida em primeira instância, condenando a empresa a pagar as indenizações solicitadas pelo recorrente (Jayme Berg). Não se conformando com a sentença, a empresa entrou com recurso. No ano de 1946, o antigo Conselho Nacional do Trabalho, negou provimento ao recurso.



Tipo de Ação: Individual

Juiz: José Alsina Lemos

Vara: 1

Tipo de Demandante: Empregador



Este processo esta no nome de: Jayme Couto Berg
Voltar para Lista de Processos