Processo: 2999

Resultado: Acordo

Nº de Caixa: 71

Situação: Arquivado

Início: 20/08/1953

Fim: 09/09/1954



Descrição:

Nifo Correia, brasileiro, casado, apresentou reclamação contra Navegação Tavares Ltda. O reclamante alega que é tripulante do iate de propriedade do reclamado de 23 de janeiro até 24 de novembro do ano anterior, exercendo a função de marinheiro com o ordenado de CR$ 830,00 por mês. Que fazia - como sucede todas as embarcações fluviais e lacustres, nada menos de quatro horas por dia, em média, de serviço extra, não sendo remunerado. Mediante o exposto, pleiteou o pagamento de 1.000 horas extras, totalizando o valor de CR$ 5.200,00. Em defesa, o reclamado alega que a reclamação é totalmente improcedente, uma vez que barco em que trabalhava o reclamante fazia apenas viagens a Santa Vitória, a Curral Alto e Arroio Grande, duas vezes por mês, ficando em descanso, para compensação de eventuais horas. durante os períodos de descanso, o reclamante, como outros companheiros, costumava fazer serviços de estiva, na embarcação ou fora dela, mas sempre recebendo o salário correspondente a esse serviço, o que demostrava que o mesmo estava em descanso, sem prejuízo do salário mensal. Como resultado, proposta a conciliação foi ela aceita nas seguintes bases: a reclamada pagaria ao reclamante a quantia de CR$ 1.400,00 e pagaria também ao sr. Perito os honorários profissionais, no valor de CR$ 300,00.



Tipo de Ação: Individual

Juiz: Dr. Mozart Victor Russomano

Vara: 1

Tipo de Demandante: Empregado



Este processo não possui referência para uma pessoa
Voltar para Lista de Processos