Processo: 3089

Resultado: Improcedente

Nº de Caixa: 74

Situação: Arquivado

Início: 14/01/1954

Fim: 11/02/1954



Descrição:

Francisco de Paula Ferreira, garçom, casado, brasileiro, apresentou reclamação contra Restaurante Gago. O reclamante alega que trabalhou para o reclamado de setembro de 1953 até 12 de janeiro de 1954, ganhando o salário de CR$ 650,00 mensais. Que foi suspenso por 15 dias. Que cumprida suspensão voltou ao trabalho quando então foi despedido sem justa causa. Mediante o exposto, pleiteou o pagamento do aviso prévio e dos dias em que esteve suspenso injustamente, no valor de CR$ 975,00. Em defesa, o reclamado alega que o reclamante foi despedido por ter cobrado de um freguês da reclamada CR$ 85,00 a mais em uma nota de despesas, que outros fregueses haviam se queixado a reclamada de atos idênticos por parte do reclamante e que a suspensão do reclamante foi por conta de indisciplina. Como resultado, a Junta de Conciliação e Julgamento de Pelotas, por unanimidade de votos, julgou improcedente a reclamação.



Tipo de Ação: Individual

Juiz: Mário Miranda Vasconcellos

Vara: 1

Tipo de Demandante: Empregado



Este processo não possui referência para uma pessoa
Voltar para Lista de Processos