Registrar Novo Processo

Lista de Processos

Processo: 944

O requerente trabalhava na seção de bobinagem na empresa desde 1944, porém depôs a favor aos seus colegas em um inquérito que a empresa movia contra estes, após isso ele começou a ser perseguido pela empresa, exemplo disso é que a empresa não lhe pagou o salario referente a tarde que esteve depondo na MM. Junta. Atualmente o reclamante se encontrava suspenso por dois dias, sem justa razão para isso o reclamante vem por meio deste pleitear o pagamento dos dias que foi suspenso e o dia que foi depor na MM. Junta. A reclamada diz que o reclamante faltava muito sem justa causa e que a sua suspensão se baseou em insubordinação, pois o reclamante se negou a realizar tarefas que antes realizava.

Processo: 717

Ambos os empregados foram demitidos sem justa causa e sem aviso prévio

Processo: 716

A reclamante foi demitida sem aviso prévio, sem justa causa e sem que tivesse recebido o pagamento das férias.

Processo: 715

Os empregados foram demitidos sem justa causa e sem receber aviso prévio e ainda o reclamante 1 (Alfredo Gonçalves) não gozou férias.

Processo: 714

O empregado foi demitido sem justa causa e sem aviso prévio e está pleiteando o pagamento da indenização por tempo de serviço, pagamento do aviso prévio e o pagamento em dobro do período de férias.

Processo: 713

Foi demitido sem aviso prévio e sem que desse motivo para tal.

Processo: 712

: O empregado foi suspenso por cinco dias de serviço, ficando prejudicado com o pagamento dos respectivos dias, assim solicitou a anulação da suspensão e o pagamento dos dias que ficou sem trabalhar. A empresa alegou que o empregado se retirou do serviço antes do tempo e sem permissão do chefe.

Processo: 711

A empregada foi demitida sem justa causa e sem aviso prévio, além disso durante o tempo que trabalhou gozou apenas um período de férias.

Processo: 764

se por três meses para tratamento médico, mas quando retornou foi avisada que estava demitida por abandono de trabalho. Reclama pela diferença salarial entre o mínimo legal e o que recebia, pagamento de indenização por tempo de trabalho e aviso prévio.

Processo: 703

Artur Braga, João Gonçalves Sebaje e Arnaldo Ávila declararam que foram suspensos injustamente; o primeiro por cinco dias e os outros dois por três dias. Dessa forma, solicitaram a anulação da suspensão e o conseqüente pagamento de salários. Em sua defesa, a empresa alegou que a suspensão ocorreu após a recusa dos Reclamantes em trabalharem depois de terem completado oito horas diárias.

Processo: 570

Reclama ter sido despedido sem aviso prévio, justa causa, pagamento de férias, e o pagamento das diferenças resultantes do salário mínimo.

Processo: 569

Reclama ter trabalhado duas horas e meia a mais diariamente e não ter recebido o valor referente à elas, juntamente com o não cumprimento de suas folgas.

Processo: 568

Reclama que devido ao fato de ter que se apresentar ao quartel, foi suspenso por seis dias. Reclama suspensão injusta e pleiteia anulação e pagamento. Reclama também, demissão injusta sem recebimento de aviso prévio ou justa causa.

Processo: 567

João e Waldemar reclama que foram demitidos sem justa causa ou recebimento de aviso prévio. Sendo que ainda reclamam o pagamento em dobro do período de férias, diferenças salariais juntamente com o aviso prévio.

Processo: 565

Reclama que durante o período em que esteve afastado do serviço devido ao serviço militar, o empregador se recusou a pagar metade dó seu salário.

Processo: 564

Ambos reclamam que devido ao falecimento de sem empregador devem receber aviso prévio e indenização por demissão sem justa causa, além, de reclamarem algumas vezes fazerem hora extra, não terem gozado de férias e o descanso semanal.

Processo: 563

Reclama que cumpriu suspensão injusta e pleiteia recebimento de pagamento por esses dias.

Processo: 562

Reclama que após a morte do seu empregador, ele não recebeu nenhuma indenização, não recebeu férias além do fato de ter trabalhado mais de oito horas por dia.

Processo: 561

Reclama ter se demitido em vista de não ter recebido salário, em vista de que este nunca foi fixado mesmo devido as constantes reclamações da mesma. Reclama que não recebeu ou gozou férias, alem de ter trabalhado nas duas residências do patrão.

Processo: 560

Reclamante entrou para o serviço da Joaquim de Oliveira & Cia. Ltda. Foi sumariamente despedido, por um dos empregadores. Ganhava o salário de Cr$15,00 por dia e exercia a função de estivador, recebeu as férias e não deu motivo para a dispensa em vista do exposto pleiteia a indenização por despedida injusta e o pagamento do aviso prévio.